Ônibus não vão aceitar mais dinheiro e não terão cobradores a partir de domingo

Os ônibus do sistema Transcol vão circular sem cobradores a partir do próximo domingo (17). O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande (PSB) em pronunciamento feito nesta quarta-feira (13).

Além disso, não será aceito dinheiro como forma de pagamento da passagem. As mudanças têm como objetivo evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

O governador garantiu que os cobradores não serão demitidos. De acordo com Casagrande, parte deles será afastada, com redução salarial conforme prevê a lei e compensação do salário por parte do Governo Federal.

Outra parte dos trabalhadores vai trabalhar vendendo os cartões nos terminais e demais pontos de venda.

"Os cobradores estarão afastados com manutenção do contrato, utilizando a legislação federal que permite que a empresa mantenha o vínculo e o mantenha o salário, tendo complementação do governo. Alguns cobradores cumprirão a função de vender os cartões. Isso reduz o contágio e garante a segurança dele, diminui ainda uma pessoa dentro do ônibus, é mais segurança para a população", explicou o governador.

Sem os cobradores e com restrição para o uso de dinheiro, o pagamento deverá ser feito com o Cartão GV, o bilhete único metropolitano de Vitória. Cartões de vale-transporte ou Cartão Cidadão antigos, que passaram pelo processo de migração no ano passado, também podem ser utilizados, incluindo os cartões dos sistemas municipais.

Quem ainda não possui o Cartão GV pode adquirir em um dos mais de 100 postos da rede, inclusive por meio das máquinas de autoatendimento. Também é possível adquirir a versão pré-paga, no valor de R$ 7,80 e sem cadastro, com os agentes de venda nos terminais, lojas do GVBus e na rede de parceiros.


Medidas de prevenção no transporte público:
Utilize o Cartão GV;
Somente embarque quando o ônibus tiver assento disponível;
Utilize máscara sempre que precisar sair de casa, inclusive nos coletivos;
Consulte o aplicativo Ônibus GV para programar seus horários e evitar aglomeração;
Nos terminais, mantenha a distância de 1,5 m nas filas;
Utilize o aplicativo Ônibus GV para denunciar o não uso de máscara no transporte;
Higienize as mãos com água e sabão ou álcool em gel sempre que puder.
Leitos
No pronunciamento, o governador disse ainda que o estado tem hoje 408 leitos específicos para o tratamento da Covid-19. Mas voltou a reforçar que, mesmo com o atendimento adequado, muitas pessoas estão morrendo.

"Mesmo com todo atendimento não temos conseguido evitar que as pessoas percam a vida. Hoje mesmo nós tivemos 21 pessoas que foram contabilizadas, que perderam a vida", contou.

Exames
Casagrande explicou que há falta de material para a realização dos exames, mas que essa situação deve ser regularizada.

"O material que foi comprado está sendo entregue mas não conforme a necessidade. Está sendo entregue parceladamente, tem atrasado. Hoje tivemos a entrega de alguns kits que permitiram que sejam feitos os testes para hoje, amanhã e sábado. Vamos fazer com quem mais kits sejam entregues para que não tenhamos atrasos", disse.

O governador apontou ainda que a quantidade de testes feitos no Espírito Santo está percentualmente maior do que a média de testes feitos no Brasil.

"São quase 6 mil testes por milhão [no Estado]. O Brasil deve realizar dois mil testes por milhão de pessoas. Mesmo com as dificuldades, nosso laboratório está produzindo muito", considerou.

Distanciamento
Mesmo enfatizando a importância da expansão de leitos e da realização de testes, Casagrande voltou a fazer um apelo à população para que respeite o isolamento e o distanciamento social, além de usar a máscara como forma de prevenção à Covid-19.

"Ter o leito de UTI salva vidas, mas não salva todas as vidas. O que salva a vida é não ter contato com o vírus. Para muitos, o vírus não tem efeito, mas para uma parcela menor, ele tira a vida de muita gente. Vamos continuar abrindo e ampliando esses leitos porque temos que dar assistência digna às pessoas. Mas o que dá garantia para que não percam as suas vidas é estarem isoladas, usarem máscaras, cumprirem orientações de não aglomeração", lembrou.

fonte: G1
Ônibus não vão aceitar mais dinheiro e não terão cobradores a partir de domingo Reviewed by Barra FM on 14.5.20 Rating: 5
Direitos reservados Barra FM © 2021
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Barra FM. Tecnologia do Blogger.